Vivendo de Paixões ... (Período 1988 - 89)

Autora: Gláucia Figueredo.

 Por muitas vezes eu via-me rodeada por um sentimento de infinito desejo em viver uma paixão, e por muitas vezes este sentimento tomou conta do meu ser e sempre havia alguém com quem eu sonhava.
    Uma pessoa que parecia-me perfeita, como se fosse um príncipe de contos de fada. Eu sonhava, amava e sofria. Um sentimento de dor e esperança. Paixão, ilusão, carinho, amor e amizade. Isso fazia-me feliz. Uma forma de viver na esperança de poder tornar o sonho em realidade. Eu, alguém, um amor, uma esperança, uma possível união. Eu deixava-me levar, mas, quase sempre ou sempre eu vivia este sentimento sozinha. Eu criava uma real fantasia. Talvez até podia acontecer realmente, como algumas vezes: era uma paquera, um namoro, uma troca de carinhos que reavivara o romantismo de meu coração e criava em mim uma poetiza, pois esses sentimentos só eram contados a alguém pelas palavras. Na verdade, a única que sabia do meu poetismo era uma folha de papel, onde as declarações saiam em forma de poemas de amor.



O amor é uma coisa linda,
É uma coisa sensacional.
Quando amamos não esquecemos.
A pessoa mais legal.

______


Inspirações de minha mente,
Coisas que faz-me alegrar.
Escrevo sobre você,
E tudo que ao seu lado há.

______


Gosto de inventar,
Gosto de escrever.
Se quiser saber o que eu invento
É só ler.

_____

Palavra que eu penso em ti
Sem jeito de parar. 
Se paro eu perco,
O sentido de amar.

O sentido de que,
amar é fabuloso.
Se eu não amasse você,
Viver perderia o gosto.

_____

O amor é uma coisa linda,
Que conhece quem ama.
Mas quem finge este amor,
Não conhece quem te ama.
"Eu te amo."




 Relembrando hoje estes acontecimentos resolvi então contar um pouco desta história. Esta história de amor, ilusão e sofrimento. Pois era quando eu mais sofria por amar alguém sozinha, sem ser correspondida, é que eu conseguia escrever com mais clareza e carinho.
    A dor e as lágrimas se tornaram palavras e poesia, um desabafo para mim. Assim nas palavras, vai um pouco de minha história, na verdade, uma vida vivida em meus sonhos, em minhas ilusões. Uma história criada por uma pessoa existente em meu subconsciente. Que delata acontecimentos que na realidade não passaram de fatos sem valor, mas que despertava uma pessoa, que existia e que existe dento de mim: A MINHA IMAGINAÇÃO. 
     Assim começa essa história. Um sentimento de criança, que já se tornava poesia.









      




         
        Rimas infantis, declaração de amor, um sentimento puro, inocente. 
           Já começa ai o sentimento forte de amor e desilusão.

O encontro,
O pedido de namoro entre duas crianças.
          
            A resposta foi um sim. Sem beijos ou abraços, foram só palavras.  



______


I love you ou Eu amo você.
Palavras que podem dizer,
Refletir ou trazer,
Emoções para valer.

____



           O tempo foi passando, houve encontros e brincadeiras de crianças. E aquele sentimento de medo e de curiosidade de poder descobrir teus lábios.

Um beijo.

              Apenas o que queríamos, mas, como esperar este momento...

________
             

Quero te ver.
Quero te abraçar.
Quero lembrar-me de você.
Quero até te beijar.


_________



           Surgiu então uma malícia, uma brincadeira inocente onde o prêmio do vencedor era um beijo. 
           Era a única oportunidade: Os olhos se encontraram, já não víamos mais ninguém ao nosso redor. E surgiu o tão esperado beijo. Foi como uma viagem, uma descoberta. Algo desconhecido que encontramos juntos.



BEIJO

Estou com tanto sono,
Mas não aguento e vou escrever.
Esta poesia que diz,
Que eu gosto muito de você

Você é tão belo,
Que eu só de pensar,
Que eu gosto de você
E isso nunca vai acabar.

Este amor é tão gostoso
Que parece uma coisa louca.
Eu gosto tanto de você,
Porquê não vem beijar minha boca...

Se você vier me beijar,
Eu não sei o que vou pensar.
Se estou subindo no céu,
Ou se estou nadando no mar.







O beijo descobrimos juntos, mas, já neste sentimento de criança, eu também pude descobrir a dor da distância e da separação. Eu o amei, o descobri na infância, declarei-me e acabei sofrendo. Foi o primeiro amor, a primeira paixão. A primeira ilusão entre tantas outras que viriam. Cheguei a escrever que não mais queria amá-lo. Uma ação de revolta dentro do meu infantil coração.


_______


A escuridão pode esconder,
Eu ou um ser.
Mas não pode esconder,
Meu amor por você.

_____

Você sempre disse-me
Coisas que fez-me acreditar.
Agora eu lhe digo.
Não quero mais te amar.


_____

Só você pode lembrar-me,
As coisas que já esqueci.
Porque no tempo que elas passaram,
Eu estava junto de ti.

____



Resolvi então seguir minha vida. Não éramos culpados do que aconteceu, eramos novos e a vida ainda seria longa. Valeu a descoberta. O namoro inocente, as brincadeiras, o companheirismo e a viagem desconhecida do primeiro beijo. A descoberta do PRIMEIRO AMOR.


Amor, Paixão,
Frases de montão.
Mas eu só sei falar de você.
Só sei falar de meu coração.

_____

A luz que me ilumina,
Pode me trazer.
Lembranças de teu povo.
Lembranças de você.

_____

Sou pequenina, isto eu sei,
Mas não me arrependo de fato.
Porque com este tamaninho,
Eu me arrumo e agarro os gatos.

____

De repente eu ti vi,
Cheguei até estremecer.
No mesmo instante,
eu me apaixonei por você.

____

Te amar é o que eu sei,
Porque recebi a lição.
E o meu melhor professor,
Foi o seu coração.

____


Curtição é o maio barato.
Alegria de viver.
Principalmente no instante,
Em que eu estou com você.

                      TE CURTO  

_____

A vida sempre te trouxe,
Sempre te trouxe para mim.
Agora ela te levou,
Te levou para bem longe daqui.

_____





Este amor não passou tão fácil. Ele ficou e continuou a machucar-me. Muitos outros poemas pude escrever neste sentimento. O amor, a Paixão, a eterna ilusão de poder tê-lo novamente. Foram declarações do amor que eu ainda sentia em meu peito, pedidos para que eu pudesse ser amada. Na verdade, o medo de não poder amar ninguém mais machucava sempre. Eu, uma pessoa romântica, com tanto amor no coração ficar sozinha  não era certo. E assim as frases sempre vinham. O Amor, a felicidade. Um presente da vida.



Erros que podem ser consertados.
Tem tantos fáceis, que eu sei.
Mas o meu é difícil,
Até hoje não consertei.

_____

Noite de lua cheia.
Filme de terror a passar.
Mas, ao seu lado,
Nada faz-me apavorar.

_____

Minha sogra nunca vi,
E não sei nem quem é.
Não tenho nem namorado.
Mas tô querendo ter.
Quem sabe seja você.

_____

Hoje eu estou pensativa,
Pensando o que vou te dar.
Não sei se é o beijo,
Ou o abraço que vai lhe agradar.

O abraço mostra o calor.
O beijo a emoção.
Então vou dar a você,
O que mostra a paixão...

"O CORAÇÃO"

_____


Sou feliz porque te amor.
Sou feliz por te amar.
Estas frases mudaram,
Só porque em ti estou a pensar.

Sou feliz porque em ti eu penso,
Em ti eu penso porque sou feliz.
Eu mudei estas frases,
Foi porque eu quis.

Eu quis pra provar a você,
Que eu posso amar.
Com as frases certas,
Ou erradas a falar.

_____









O que eu não conseguia entender é que eu estava sempre a procura de um grande amor. Eram sonhos, e sempre aparecia em minhas declarações poéticas a simples palavra "você". Não havia nomes ou apelidos que identificasse alguém. eu não conseguia escrever o nome da pessoa em que se referia a poesia. No meio das palavras sempre você.



As coisas que me levam a escrever,
Muitas vezes é você.
Onde os pensamentos as vezes escapa,
Relembrando águas passadas.


_____

Porque não conversa comigo,
O que eu fiz pra ti prejudicar.
Não briguei com você.
Porque não vem me namorar.

_____




Maça, Pera ou Uva.
Sabores que podem lembrar,
Os beijos que já dei
E que ainda vou dar.

____

O que te aconteceu,
Ficou doente ou o quê.
Desde aquele dia,
Nem eu te vejo, nem você me vê.

_____


Cartas de Amor,
Bilhetinhos ou o quê.
Já me mandou tantas coisas,
Só falta me mandar você.

_____

Coração, flecha e cupido.
Muitas coisas representam o amor.
E uma dessas coisas,
É o meu passado que já passou.

_____

Descendo a escada da vida,
Olhei para trás e lembrei:
Em cada degrau daqueles,
Uma paixão eu já deixei.

_____

Não espero muitas coisas.
Poucas coisas vou esperar.
E uma dessas que espero,
É você me reencontrar.

____

Eu não sei mais o que fazer.
Te amo tanto, não consigo te esquecer.
Não sei se consigo encontrar,
Um rapaz que eu possa amar
Como eu amo você.

____

E agora o tempo passou,
E você na minha cabeça ficou.
Você para mim é como fazer
Uma coisa e nunca mais 
Me esquecer.

____

A vida traz surpresas.
E agora eu vou esperar,
Uma surpresa bem bonita.
Que você volte a me amar.

____



Tantas coisas em minha cabeça,
Mas, não sei o que escrever.
Já não sei rimar mais nada.
Só sei pensar em você.

____

Invenções minhas,
Frases para valer.
Cartas de amor.
E sempre nelas aparecem você.

_____

UM PRESENTE

Todos me perguntam
O que eu quero ganhar.
Fico pensando sempre.
Pergunta-me o que foi dar.

É uma coisinha a toa.
Um presente sensacional,
Custa tão baratinho,
E não faz nenhum mal.

Para mim é uma coisa linda,
Que toca meu coração.
Não é comprado com dinheiro,
Nem ouro, nem nada assim.
Ele só pode ser conquistado por mim.

Fica em seu coração.
É seu amor.
Dê-me este presente
Por favor.


______



Ser feliz



O que é ser feliz para você?
É ter um brinquedo na mão?
Brincar com um carrinho no chão?
Ter para comer um pão?

O que é ser feliz para você?
Ter em casa uma televisão?
Ter no quarto uma parede e um chão?
Ter na cabeça um chapéu e um relógio na mão?

O que é ser feliz?

Para mim é ter alguém,
Que me ame como ninguém.
Como eu amo um ser,
E ele é você.




AQUI A HISTÓRIA SEMPRE CONTINUA......